Seguidores

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013




UM PRESENTE PARA MEUS LEITORES






NATAL  OU PARÁFRASE MACHADIANA
“Mudaria o Natal, ou mudei eu?” (Machado de Assis).
Luciano Marinho
Não, Machado, o Natal não mudará;
E permanece vivo, em toda idade.
Desilusão e desencanto; desamor não faltará.
Nem alegria, paz, conformidade.

Quando tudo se faz contentamento;
Quando as estrelas sorriem, lado a lado;
Quando a gente lembra um bom momento,
Ou quando o mal não é lembrado.

Mudamos, sim, os homens com o tempo,
Porque se perde a esperança, também a alegria...
Enquanto Cristo olha de lá, no contratempo,
A existência que se renova dia a dia.

A cada passo, na humana lida,
O Natal inspira rebuliços de criança.
A todo instante se aproxima da partida
Quem jamais perdera a esperança.





LUCIANO MARINHO
POETA PREMIADO,PERNAMBUCANO DE BOA CEPA,PSICANALISTA COM VÁRIOS LIVROS PUBLICADOS.





Nenhum comentário:

Postar um comentário